[Crítica] Sex Education, de Laurie Nunn - 2ª temporada


Sex Education, a série sobre Otis, um filho de uma psicóloga sexual que começa a vender conselhos sexuais pela escola onde estuda ao lado de Maeve, por quem acaba por possuir uma queda, finalmente voltou com uma segunda temporada. E com ela, a nossa crítica.

Apesar de o primeiro episódio dessa temporada não ser comparável ao da primeira temporada, é inevitável a segunda temporada não vencer a primeira em uma batalha comparativa. Isso se deve, claro, devido a inteligência dos roteiristas e criadora da série em ouvirem a sua audiência, se ocupando assim de capítulos bem interligados e relacionados com o que nos foi apresentado na temporada anterior sem redundâncias e maiores enrolações.

É notável essa consideração da equipe criativa de Sex Education em personagens como a Ola e Lisa e em novos temas que foram apresentados, como bissexualidade, pansexualidade e assexualidade - que, por sinal, foi erroneamente traduzida pela Netflix Brasil pelo termo "assexuado", um desrespeito às pessoas assexuais, revoltando assim diversos fãs que foram à luta para chamar a atenção do serviço de streaming para corrigir a sua ignorância, conseguindo-o -, representando verdadeiramente a diversidade humana, o que é extremamente importante, especialmente se tratando de um ambiente como o Ensino Médio.

Invertendo os papéis com a primeira temporada, temos uma em que a representatividade LGBTQ se ressalta brilhantemente sendo a estrela da temporada, sendo-o feito de forma natural - como deveria ser - e apaixonante, com diversos tropes dificilmente usados dentro da cultura pop para personagens fora da cultura cisgênero heterossexual, o que não só enriquece a trama, mas a torna mais realista.

Incrivelmente bem amarrada e seguindo de onde parou, nos é oferecida uma temporada de construção dividida em focos bem específicos, sendo portanto representados por determinados personagens:
  1. Relações entre mulheres e qual o panorama delas dentro da sociedade (Maeve, Ola e Aimee); 
  2. O entendimento próprio como um ser num meio cheio de (o)pressões (Adam, Eric e Jackson); 
  3. E, por fim, mas não menos importante; o reconhecimento dos próprios erros e a busca pelo melhor caminho (Otis e Jean).

Essa divisão nos apresenta uma maior definição e clareza de objetivos vindo dos roteiristas, que dado alguns pontos ainda na primeira temporada aparentavam-se perdidos na definição de um futuro para os personagens principais, fosse Otis, Maeve ou Eric. Enquanto isso, nessa temos a inserção de novas faces e continuação de arcos de uma maneira proposital, corrigindo erros da primeira e trazendo à tona ângulos diferentes - e muito animadores - dos personagens que já conhecíamos.

Não há como ter dúvidas de que os pontos mais altos desse momento da história giram ao redor de Ola e Eric - apesar de não ser de hoje que as histórias ao redor de Eric sempre foram deveras interessantes -, cujos são personagens extremamente cativantes e realistas que conseguem nos prender com suas vivências tão comuns e, principalmente, por serem quem são.

Com a equipe de figurino mais uma vez fazendo um excelente trabalho em parceria da direção de fotografia, Sex Education proporciona muitos momentos contemplativos ao ambiente gravado e aos arredores do mesmo, o que contribui muito junto das demais características que fazem a série tão boa em te prender em uma maratona incansável, como atuação e situações relacionáveis. Sem dúvidas uma excelente temporada.


Jota Albuquerque

Jota é mais um jovem adulto vagando pela vida sem a menor ideia do que está fazendo (ou acontecendo). Tradutor Intérprete em formação, também pensa em se meter com Ciências Políticas e/ou Cinema. Um ser necessitado de paciência e autopreservação, ele é também um paulistano romântico viciado em pesquisas. Se tiver dúvidas de onde encontra-lo, é só seguir as trilhas de discussões políticas que há por aí.

[Crítica] Sex Education, de Laurie Nunn - 2ª temporada [Crítica] Sex Education, de Laurie Nunn - 2ª temporada Reviewed by Jota Albuquerque on janeiro 23, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.