Os Melhores de 2019: Livros


Chega o final do ano e as retrospectivas de todos os tipos começam a pipocar por todos os lugares - e é claro que aqui no PPA não seria diferente! 2019 foi o ano para vários filmes, séries, música e livros, então teremos três postagens especiais com os favoritos de cada membro da equipe, começando pelos livros.

Quais foram os melhores livros de 2019? É o que vamos descobrir.


Ariel: 2019 foi meio parado no quesito livros, acabei relendo muitos (inclusive muito feliz porque terminei minha releitura de todos os Senhor dos Anéis), mas os novos foram pouco memoráveis. O que mais se destacou foi Pessoas Normais. Livro sensível, gostoso de ler, cheio de emoções, muito muito humano.

Bells: Normalmente eu não leio muitos lançamentos pois isso envolve comprar (o que é difícil pois dimdim) ou pedir emprestado (o que depende de pessoas conhecidas comprarem), então estou sempre por fora. Mas esse ano especificamente foi bem complicado pra leitura no geral, pois a vida adulta aconteceu e parte da minha disposição e tempo para os livros morreram. Porém tudo começou a mudar com releituras dos meus favoritos, e com dois lançamentos de 2019 muito gostosinhos. Astral, da Marcela Alban, foi um presente de aniversário que ganhei de uma amiga na bienal e aff, devorei em menos de três dias - e só não fui mais rápido porque, né, a vida adulta. É daqueles livros super despretensiosos que faz você morrer de rir o tempo inteiro, além de ter alguns casais fofos pra shippar.

O melhor do ano: Não tinha como eu não escolher Conectadas, da Clara Alves!!! Adolescentes gamers, sendo que uma se faz passar por menino pra outra!!! PERFEITO!!! Tem as pitadas de romance fofo e angústia ideais, além de abordar vários assuntos importantes como preconceito, problemas em família e etc. Simplesmente MORRI DE CHORAR em vários momentos lá perto do final, mas garanto que termina tudo bem, porque livro bom é o que tem FINAL FELIZ e apenas a minha opinião importa!!!


Carol: Depois de uns dois ou três anos na seca no quesito livros, voltei a ler! Não os 60 livros por ano que lia no auge da minha adolescência, mas, graças ao advento do Kindle Unlimited e ao conhecer muita gente legal durante o problema da Bienal do Livro, li muuuuita literatura LGBTQ+, coisa fofinha e gostosinha e especialmente SEM MORTES!! Também li algumas antologias de contos, e o meu preferido foi Cantigas no Escuro, organizado pela Laura Pohl. Apesar de ser histórias de terror, não conseguia parar de ler e fui conquistada demais. Além disso, Cinco Júlias, primeiro livro do roteirista e diretor Matheus Souza, pegou lá fundo no coração também. Vergonha passada no ônibus chorando de soluçar mas definitivamente está no meu top3 do ano.

O Melhor do Ano: Na vibe literatura LGBTQ+ fofinha (porém não brasileira), o melhor livro que li esse ano foi Vermelho, Branco e Sangue Azul, da Casey McQuiston. Um bom enemies to lovers, com o filho da presidenta dos EUA e um príncipe herdeiro da Coroa britânica. Adicione personagens coadjuvantes extremamente cativantes, referências a cultura pop (HAMILTON! STAR WARS!) e você tem um livro maravilhoso e perfeito que me fez também passar vergonha no ônibus, mas foi dando risada alto enquanto lia.


Elilyan: Li muito, tanto que chega a ser ofensivo escolher o melhor, então vou destacar um gênero: romances de época. As editoras brasileiras estão de parabéns por continuar a investir nesse gênero e continuar a trazer a nata em seus lançamentos. Parabéns especial as editoras Arqueiro e Harlequim.


Jota: Se contassem para o Eu de 2017 que sairia daquela ressaca literária e leria mais de 70 livros em 2019, ele jamais acreditaria. E olha, o Kindle Unlimited veio em melhor momento, me facilitando o acesso e leitura de milhares de coisas que eu morria de vontade de ler, inclusive coisas do exterior. Nesse tempo li quase toda a coleção de Sabrina Spellman (sim, a bruxinha da Netflix), reli o primeiro livro da saga Harry Potter (dessa vez em inglês), descobri maravilhas da criadora de She-Ra e as Princesas do Poder (lê-se Lumberjanes) e perdi a conta de quantas resenhas eu fiz  na Amazon enaltecendo os livros de autores nacionais.

O Melhor do Ano: Eu fiquei tão feliz de ver que Vingança, Sorvete e Nós Duas é um lançamento desse ano porque depois de diversas considerações e acabar por lembrar dessa preciosidade, eu sabia que era impossível não a indicar como a minha melhor leitura do ano. É um livro com representatividade LGBTQ, gorda e adolescente. Sério, precisa de mais coisa pra ser perfeita? Eu acho que não. Mas tem: trope "We Used to be Friends" ("costumávamos ser amigas") e trope "Enemies to Lovers" ("inimigos para amantes")! Tudo pra mim.


Taiany: Se tem uma coisa que não me decepciona são minhas leituras, mas eu sou zero ligadas com lançamentos e coisas afins, até posso ficar empolgada, só que logo esqueço. Eu vou lendo os livros que vão aparecendo nas minhas mãos sem pensar muito sobre quando foi lançado, se tá no hype, essas coisas. Então ao falar sobre o melhor do ano, já seria difícil se fosse um dos 50 lidos esses ano,  mas ainda pior ser lançamento. Tive que recorrer ao skoob, app que não sei como viveria sem, o problema é que ele me mostrou uns 8 lançamentos e não foi fácil escolher. 

O melhor do ano: Eu sou muito gado emocionado do Vitor Martins, aquelas tietes que forma uma amizade que não existe e tem zero vergonha disso. Então nada mais justo do que eleger como meu lançamento do ano esse conto curtinho chamado Escrito em algum lugar, que dentre as coisas que fala, tem a questão sobre TODAS AS PESSOAS QUE ACHAM QUE NUNCA SERÃO ADULTAS E TEM QUASE 30. Ai Gabi, só que VIVE sabe.

Pensando por aí

Um site sobre ciência, cultura pop, sociedade e qualquer outro pensamento que passar pela cabeça dos nossos vários autores independentes

Os Melhores de 2019: Livros Os Melhores de 2019: Livros Reviewed by Pensando por aí on dezembro 24, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.