[Resenha] Conectadas, de Clara Alves

resenha do livro Conectadas, da Clara Alves

Essa poderia ser só mais uma história young adult onde um casalzinho se conhece, coisas dão errado e aí por fim tem seu final feliz, PORÉM há um grande diferencial::: esse casal é composto por duas meninas. 


Duas meninas adolescentes e gamers!!

Ok, vamos por partes. Tudo começa quando a Raíssa, lá no alto dos seus 11 anos, finalmente recebe a permissão do pai pra usar o pc e ele a apresenta ao Féericos, um jogo de rpg online recém lançado. A mocinha vai lá toda contente criar seu avatar, até que ela descobre a desgraça machista que é o universo gamer e/ou nerd e decide então criar outro personagem, dessa vez ~masculino. Pronto, todos os problemas resolvidos!

Até que anos depois, ainda usando essa identidade, ela vai ajudar uma gamer novata, uma amizade começa e claro, acaba se tornando mais do que isso. Raíssa fica apaixonadassa pela miga de Feericos e talvez seja recíproco.....só que a Ayla pensa que ela é um garoto. Muito material pra treta, não é mesmo??

Foi essa sinopse que me deixou louca pra ler, pois amo esses clichês de "fingir ser outra pessoa", sendo que nesse caso a Raíssa não só finge ser um garoto como finge ser o melhor amigo dela, Leo. É realmente impressionante todo o esforço que ela faz pra não ser descoberta, e também muito triste porque é nada menos que reflexo da homofobia. Não bastasse o fato de que a Ayla poderia ser 200% hétero, a Raíssa ainda não se assumiu como lésbica pra ninguém além do Leo. Então ao longo do livro a gente vê todos os conflitos, situações constrangedoras e aquele medo de ser quem é de verdade.

Do outro lado temos a Ayla, a aluna modelo que resolveu dar a louca no último ano e agora virou oficialmente a treteira da escola católica onde estuda. A vida familiar tá uma confusão danada, os amigos estão afastados e tudo o que resta pra ela é Feericos e o Leo, seu maior confidente. Eis que um belo dia é anunciado um concurso de cosplays valendo um par de ingressos pra feira organizada pelos desenvolvedores de Feericos e enfim Ayla vê a oportunidade de ouro pra conhecer seu amigo-algo mais, já que cada um mora numa cidade diferente.

Já a Raíssa....bem, não seria uma boa ideia elas se encontrarem, né? Pois é, mas é o que vai acontecer HAHAHAHAHAHA

Eu queria, sim, conhecer a Ayla - e como! Mas esse sonho era uma realidade tão distante que só conseguia imaginá-lo num universo paralelo. Um em que eu não tivesse medo de ser quem eu sou. Um em que o mundo me aceitasse. Um em que a Ayla gostasse da Raíssa, não do Leo.

Apesar desse ser basicamente o momento mais esperado do enredo (e por mim, porque tava louca pra saber no que ia dar isso), a história corre de um jeito tão gostoso que quando eu fui ver plau, já estavam lá na feira. É tão gostoso ver os pontos de vista da Ayla e da Raíssa, assim como os personagens secundários nos núcleos delas. Simplesmente AMO a tia Sayuri, e o Leo verdadeiro então??? MARAVILHOSO!!! As famílias, os amigos, os círculos sociais...todo mundo tem desenvolvimento, tem história e tem o que contribuir com as meninas protagonistas, é impressionante.

Além disso, é TÃO INCRÍVEL ver personagens jovenzinhos falando tão tranquilamente sobre sexualidade e questões lgbt - mais importante, SENDO lgbt!!! Eu quase dei um grito quando um dos personagens foi descrito como assexual, e ainda por cima assumido. Pra mim foi uma coisa maravilhosa, porque nunca imaginei que veria essas coisas sendo retratadas tão bem e com tanta naturalidade, sabe? 

Então se você quer um romance fofinho com direito aos clichês que todo mundo ama odiar, com o bônus do mundo nerd, pessoas LGBT e dramas familiares, esse é o seu livro. E se não quiser é seu livro também, porque é bom demais pra deixar de ser lido.




Ficha Técnica




AutoraClara Alves
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Idioma: Português
Disponível em: Amazon


Você também pode acompanhar a Clara no Twitter e no Instagram !!




Comprando este livro pela nossa loja associada na Amazon, você estará ajudando o Pensando Por Aí a crescer cada vez mais. Para efetuar a compra, clique na capa do livro ou no link acima!



Isabelle Fernandes

Mais conhecida como Bells, é psicóloga, pesquisadora e praticante de taekwondo nas horas vagas. É mãe de três gatos, trata os livros como se fossem relíquias e divide o tempo entre ler artigos científicos e mapas astrais

[Resenha] Conectadas, de Clara Alves [Resenha] Conectadas, de Clara Alves Reviewed by Isabelle Fernandes on outubro 05, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.