Além do Ordinário: viver é aprender a desapegar


Rever prioridades, se livrar de uma bagagem, procurar alternativas pra ter uma vida melhor; tudo isso são maneiras diferentes de se dizer que a vida é feita de desapegos. 

Geralmente não percebemos que escolhas envolvem deixar de realizar algumas coisas, deixar algumas delas pra trás e priorizar algo. A vida é inteira feita dessas escolhas porque não existe neutralidade. Ação, reação; você tá sempre buscando alternativas que sejam melhores pra você, e que talvez possam ser até melhores para quem você quer que seja afetado também de maneira positiva, e muitas vezes isso quer dizer remexer nas suas coisas e avaliar o que você realmente quer ali ou só está enchendo seu armário de traça.

Isso vale só pra decisões envolvendo coisas materiais? Não. Desapegar não é só sobre isso, apesar de também importante, o verbo se trata de deixar para trás aquilo que te prende, aquilo que não tem mais porque segurar contigo. É libertar-se, o que muitas vezes quer dizer deixar relações irem embora, abandonar uma bagagem que não é mais sua - e talvez nunca tenha sido - em busca do que for melhor para você e até mesmo para a outra pessoa.

Vivemos muitas coisas, as quais diversas vezes não percebemos como nos afetam, então faz parte não notar o que não está bom. Não tem problema algum levar dias ou anos pra lidar com elas, você tem seu tempo, mas se isso está te afundando dia após dia, deixando de servir como uma situação em que você pode tirar lições para se tornar uma em que é só outra bagagem para ti, não é bom.

Então, se possível, converse com quem precisa conversar e resolva suas situações, ouça antes de atacar pra se defender, reconheça onde você possa ter errado, desapegue da sua certeza e necessidade de defesa em um momento que for necessário os corações abertos, porém, se não for possível, tudo bem também. Aí é preciso aprender a desapegar lidando que, se não foi, é esse o fechamento que você terá: a sua escolha de deixar para trás o passado e focar em tornar o seu presente melhor.

Jota Albuquerque

Jota é mais um jovem adulto vagando pela vida sem a menor ideia do que está fazendo (ou acontecendo). Tradutor Intérprete em formação, também pensa em se meter com Ciências Políticas e/ou Cinema. Um ser necessitado de paciência e autopreservação, ele é também um paulistano romântico viciado em pesquisas. Se tiver dúvidas de onde encontra-lo, é só seguir as trilhas de discussões políticas que há por aí.

Além do Ordinário: viver é aprender a desapegar Além do Ordinário: viver é aprender a desapegar Reviewed by Jota Albuquerque on setembro 26, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.