Bienal - A preparação!

Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

Eu sou extremamente apaixonada pela Bienal do Livro do Rio de Janeiro e o fato do meu aniversário cair nos primeiros dias de setembro me proporciona não só dizer que de 2 em 2 anos minha comemoração de aniversário será lá, como ter dinheiro para comprar livros, uma vez que meus presentes são convertidos em dinheiro para a bienal.

Entretanto, esse ano tá tudo meio agridoce e com a Bienal não seria diferente: entrada cara, o evento se mostrando cada vez mais um programa para alguns privilegiados (que podem parecer muitos ao se olhar as filas e os pavilhões, mas, que excluem uma parcela bem considerável da população), até as discussões das mesas perdem para as de outros eventos como a FLIPOP que aconteceu esse ano em São Paulo.

Mesmo assim eu ainda amo muito toda a ideia desse evento, onde um monte de gente tá reunida por amor os livros. É uma confusão, farofada, criança correndo e gritando, adolescente correndo e criando, adultos correndo e gritando (as vezes porque perderam as crianças), é quase um aniversário Guanabara (quem é do Rio de Janeiro vai entender) só que com livros.

Eis que esse ano eu estava mais que preparada, programei minhas férias para o início da bienal, fiz listas de livros e de mesas que queria participar, stalkeei os autores que queria ver, mas, como esses dias de glória são só uma inversão do Charlie Brown Jr e na verdade todos são dias de luta mesmo, não consegui credencial (como a maioria dos blogs, sob alegação que apenas a "imprensa especializada" iria receber) e 30 reais é uma facada para um entrada de evento que você ainda vai gastar DENTRO do evento, vou ter que me contentar a ir em dois dias apenas.

E esse post é para você que assim como eu é um privilegiado, e vai poder comparecer ao evento (mesmo que em um dia só), ou seja, temos que aproveitar cada minuto. VAMOS!

1   1) Fique ligado nos horários de início e término do evento

A Bienal vai rolar dos dias 30 de agosto à 08 de setembro de 2019, como horários de 09h às 21h nos dias de semana e 10h às 22h nos fins de semana; nas sextas feiras o encerramento será no mesmo horário dos fds. Ficar ligado aos horários é mega importante, principalmente em relação ao final do evento porque o Riocentro é longe toda vida e se organizar para ir embora previne muitas dores de cabeça. Como diria minha mãe “ quem procura acha”.


2) Explore o site e veja as informações de Como Chegar

Em qualquer situação é bom estar a par de para onde estamos indo e como vamos; com a Bienal não é diferente. Como alguém que já passou muito perrengue tentando sair e chegar naquele lugar, uma das minhas dicas mais importantes é: Vá ao site, veja as informações sobre os transportes, faça simulações em aplicativos de mapas, pergunte sobre como outras pessoas vão fazer para chegar e ir embora. Hoje em dia com o BRT as coisas ficaram mais fáceis, mas sou da época de pouquíssimas linhas de ônibus rodando naquela região e a necessidade de ficar andando pela rua tentando achar um jeito de ir embora. Como diria minha mãe “seguro morreu de velho, desconfiado ainda vive”.


3) Explore o site mais um pouquinho e veja a programação

Além de 3 pavilhões, diversos estandes, oficinas, autores e palestras, a Bienal ainda tem vários eventos acontecendo simultaneamente. Se você estiver querendo ver um autor ou participar de um evento específico, é interessante se informar antes do dia, horário e lugar que essa pessoa ou evento vão estar. Lembre-se que a Bienal é enorme e você precisa se deslocar (através de obstáculos – por diversas vezes, pessoas ) para chegar onde quer e as vezes vai precisar enfrentar filas. Como diria minha mãe “uma pessoa preparada vale por duas”.


4) Veja as informações sobre ingresso

Você pode tanto comprar seu ingresso no dia do evento como pela internet, mas saiba que ele vale apenas para UM dia, então caso vá em mais dias vai ser preciso comprar mais ingressos. Além disso, no site tem informações sobre meia-entrada e gratuidades. Gente, é sério, explore o site oficial. Como diria minha mãe “primeiro a obrigação, depois a devoção”.


5) Separe dinheiro de passagem e documentos importantes

Perder a diversão porque perdeu documento ou pior, foi roubado, é uma morte. Então reserve uma pochete/doleira ou qualquer bolsinha que você sabe que vai ficar grudada em você e que suas coisas ficam protegidas. Como diria minha mãe “camarão que dorme a onda leva”.


6) Vá com roupas e CALÇADOS confortáveis

Eu sei que a vontade de ir lindão e pomposo é quase irresistível, mas lembre-se que vocês vai andar feito burro de carga por várias horas e se parar para sentar, vai ser num espaço de chão qualquer que achar pelo caminho. Escuta a titia aqui e vá com uma roupa e calçado confortáveis: coxas assadas e bolhas nos pés tiram toda a magia de qualquer evento. Inclusive, vou levar uma pantufa para usar no evento. Como dia minha mãe “de passinho em passinho se faz muito caminho”.

   

7) Faça listas

Eu sou apaixonada por listas (como você pode notar por esse post) e posso dizer com toda a certeza que listas salvam vidas. Na Bienal tem muitas promoções (às vezes nem tantas), e se você sai comprando tudo que vê na promoção corre o risco de levar coisas que nem queria só porque estava barato. Fazer listas te ajuda a ter controle da grana que levou e a comprar coisas que realmente vão te deixar feliz. Além disso, fazer listas te ajuda a ir aos eventos que quer e a otimizar seu dia no evento. Como diria minha mãe “ de grão em grão a galinha enche o papo”.


8) Ande com sua garrafinha de água e se hidrate

A gente tá cansado de saber que uma pessoa hidratada é uma pessoa mais linda, saudável, inteligente. Como diria minha mãe “não conte com o ovo no cu da galinha”. Os bebedouros ficam perto dos banheiros, com filas e mais para o fim do evento, com a água mais fraca. Leve sua própria garrafinha d’água e não deixe uma queda de pressão atrapalhar sua experiência na bienal.

     9) Leve seu lanche de casa – SE ALIMENTE

Ai gente, é tudo caro lá. Se você tem grana para gastar tudo bem, mas como eu gosto de converter meu dinheiro em livros prefiro levar um sanduíche e frutas de casa ou fazer um piquenique com os amigos. Como mais, como bem, sou feliz. Como diria minha mãe “saco vazio não para em pé”. Não importa se você vai comprar lá ou levar de casa, não deixe de se alimentar. Se for preciso, coloque um aviso no celular ou peça para um amigo de lembrar, porque comer é importante.


10) Tem paciência, sorria e se divirta. 

Ficar resmungando e reclamando das pessoas e filas vão deixar seu dia uma merda e das pessoas também, a Bienal é um evento que agrega muitas pessoas, tem filas e demora, vá preparado para isso e como diria minha mãe “faça limonada desses limões”.



É isso gente, aproveite esse evento que não é perfeito, mas o que é não é mesmo? Pelo menos é um desculpa para reencontrar amigos, fazer novos amigos, falar de livros, cheirar livros, comprar livros, ser soterrado por livros.


Caso me encontre por lá, venham me dá um abraço, serei a menina com uma mochila preta com margaridas rosas e pantufas, estilo roupa de dormir de vovó, azul.

Taiany Araujo

É mais uma millennial cheia de sonhos, medos e uma paixão pelos anos 90. Fã de Legião Urbana, não dispensa música brega e se identifica como uma mistura de Rubel e Caetano. Não é estranho pegá-la falando sozinha, muito menos perde-la de vista, mas, é só dizer a palavra “livro” que ela aparece mais rápido que fã de Harry Potter pedindo pra colocar os filmes na Netflix.

Bienal - A preparação! Bienal - A preparação! Reviewed by Taiany Araujo on agosto 29, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.