Sobre yoga e ansiedade

Mulher em pose de yoga entrelaçada a flor de lótus


Se você fizer uma rápida pesquisa, vai descobrir que o yoga é boa para aumentar flexibilidade, emagrece, fortalece músculos, melhora postura, fortalece músculos, melhora o transporte do sangue, previne doenças cardíacas, abaixa a pressão, auxilia no tratamento de ansiedade...

Eu achava que era tudo balela, de verdade, até porque as pessoas que eu conhecia que praticavam yoga eram daquelas que se achavam melhores do que outras pessoas simplesmente porque faziam yoga. Mas aí eu comecei a praticar.

Uma das coisas que a gente sempre ouve que é que é importante praticar algum esporte, não ficar sedentário, etc etc. E essa era uma tecla que a minha psicóloga sempre batia: eu precisava fazer algo e não ficar parada.

Nessa época, eu já tinha feito ginástica rítmica, malhação, natação... Eu ODIAVA o ambiente da academia, competitivo sem motivo algum, natação era 100% inviável por conta de cólicas + menstruação, e eu não fazia ideia de qual atividade fazer.

A yoga sempre foi algo que eu conhecia, mas não sabia muito bem o que era/como fazer. Até por questões religiosas (eu fui praticamente criada no hinduísmo), era algo que eu tinha bastante curiosidade de aprender. Agendei uma aula experimental e nunca mais parei de praticar.

Gif de Anchor Point - mulher em pose de yoga
Gif por Anchor Point
A questão é que é CARO fazer yoga em academias/centros, e a maior parte deles trata o yoga de uma maneira que eu não concordo: como uma atividade para emagrecer e só. Para mim, tem muito mais questões filosóficas e um auto-conhecimento. Não pode ser só um exercício físico, tem que ser MAIS.

Então eu acabei parando de fazer fora de casa e recorrendo aos canais de yoga no Youtube (sempre com responsabilidade e aprendendo direitinho as posturas para não morrer/deslocar nada, e SEMPRE alongando antes). É um pouco melhor também porque monto meu próprio horário, e não invento desculpas pra miar a prática.

O yoga, para mim, ajuda demais na questão da ansiedade, porque o ponto principal dele é justamente a respiração, e me lembra de inspirar e expirar e de me mover de acordo com ela. Também tem muito a ver com o mindfulness, porque me faz perceber cada parte e cada movimento do meu corpo, me fazendo entender como ele funciona e onde eu fraquejo ou sou melhor.

(E meu cérebro agradece pela serotonina liberada depois de cada prática)

"Ai, mas é tão parado!"

Eu sempre ouço isso, principalmente de pessoas que estão acostumadas com o pique da malhação. O yoga é calmo sim, mas o objetivo é esse. Ao mesmo tempo que você trabalha o seu corpo, fortalecendo tudo, você também trabalha sua mente, te obrigando a parar seu ritmo frenético por alguns minutos e a focar no que é mais importante - respirar.

Ariel Carvalho

Ariel é uma lua de Urano, um espírito do ar, um sabão em pó, uma marca de carro e uma pequena sereia, mas também é uma bibliotecária que não consegue terminar a meta de leitura, sabe tudo de Monty Python e chora com filmes de ficção científica.

Sobre yoga e ansiedade Sobre yoga e ansiedade Reviewed by Ariel Carvalho on julho 13, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.