Fleabag, de Phoebe Waller-Bridge

Fleabag, de Phoebe Waller-Bridge

UMA ANÁLISE SOBRE A SÉRIE QUERIDINHA DO MOMENTO (com spoilers pequenos)


Assisti as duas temporadas disponíveis de Flebag em menos de 24h. Não é um grande desafio: cada temporada possui 6 episódios de 26, 27 minutos cada. O desafio nessa situação foi parar de assistir a temporada no meio, desafio esse que claramente não concluí.

Fleabag é uma série de comédia da BBC escrita e protagonizada por Phoebe Waller-Bridge (criadora das séries “Crashing” e “Killing Eve”), onde nós vemos parte da vida de “Fleabag” (é isso, não somos apresentados ao nome da personagem). Fleabag é dona de um café que abriu com Boo, uma amiga; em pouco tempo, durante o primeiro episódio, descobrimos que Boo faleceu. Ao longo da temporada descobrimos mais detalhes sobre a morte dela e como Fleabag se sente culpada sobre toda essa situação.

Além de Fleabag, temos Claire (Sian Clifford), sua irmã séria e levemente workaholic e seu marido álcoolatra e incoveniente (pra não dizer machista e babaca), Martin (Brett Gelman); o Pai (Bill Paterson) e a Madrinha (Olivia Colman) (que se tornou sua madrasta). A maior parte dos personagens em Fleabag são representados pelos que eles são, não possuem nomes próprios (como o Cara do Dente, o Cara do Cu, O Padre).

Na série, a protagonista quebra a quarta parede e fala conosco, os espectadores. Por se tratar de comédia britânica, não é todo mundo que acha engraçado, mas os comentários, quase notas de rodapé das cenas que estão acontecendo, junto com as expressões, torna tudo muito engraçado.

Gif serie Fleabag


Nem tudo são flores, no entanto; no final da primeira temporada, onde descobrimos tudo por trás da morte de Boo, é uma virada muito sombria e muito rápida; você é pego de surpresa e não sente aquilo vindo de jeito nenhum. Parece que Fleabag quer fazer um showzinho da sua vida, nos mostrando as situações engraçadas, mas quando as coisas ficam sérias, ela fica concentrada na sua vida, e não fala com os espectadores.

Uma adição incrível ao elenco na segunda temporada é Andrew Scott, como o Padre. O Pai e a Madrinha vão se casar, e o Padre vai realizar a cerimônia. Diferente do estereótipo comum de padre, o Padre bebe, xinga e é meio enrolado com as coisas, porque ele foi ordenado padre há pouco tempo; inclusive, o casamento do Pai e da Madrinha é o primeiro que ele irá celebrar. As interações entre Fleabag e o Padre é provavelmente a minha coisa favorita da série, e diferente dos outros personagens, o Padre fica intrigado quando Fleabag fala com o público, fica perguntando com quem ela está falando, olha na direção da câmera também, tentando entender o que está acontecendo.

Minha teoria é de que a quarta parede (nós, os espectadores) é Deus ou outra figura suprema religiosa; Fleabag falaria com essa figura como uma espécie de pedido de socorro. O Padre, sendo uma pessoa religiosa, reconheceria essa espécie de "oração" que Fleabag faz.

Talvez eu precise diminuir a quantidade de café que eu tomo, não nego nem confirmo.

Gif Bill Murray

As duas temporadas de Fleabag estão disponíveis no serviço de streaming Amazon Prime. As informações na internet dizem que a série está finalizada, mas era o que todo mundo pensava depois do fim da primeira temporada. Então vamos ver o que vem por aí, não dá pra saber ainda.


Caroline Cardozo

Caroline faz licenciatura em Física. Tem seu gosto musical formado pela Rádio Cidade e Disk MTV. Gosta de Crepúsculo e Jane Austen. Meio perdida sobre tudo mas nada surpreendente vindo de uma milleniall.

Fleabag, de Phoebe Waller-Bridge Fleabag, de Phoebe Waller-Bridge Reviewed by Caroline Cardozo on julho 30, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.